A+ A A- Tamanho de Fonte C Contraste 简体中文EnglishPortuguêsEspañol

Distritos Industriais

Responsável pela prospecção de investimentos produtivos no Pará, a CODEC realiza atendimentos, presta suporte, acompanha potenciais empresas que queiram investir no estado em diversos setores e também oferece áreas industriais incentivadas disponíveis nos Distritos Industriais (DIs) paraenses, localizados nos municípios de Ananindeua, Barcarena, Icoaraci e Marabá, além nos novos DIs que estão em fase de implantação, detalhados abaixo:


ANANINDEUA

O Distrito Industrial de Ananindeua foi inaugurado em 1980, pelo Governo do Estado do Pará. O DI Ananindeua conta com aproximadamente 60 empresas em uma área de mais de  4.745.463,17 m2 / 474 hectares. Está localizado em Ananindeua, município pertencente à Reigão Metropolitana de Belém, e está em amplo crescimento econômico, com 3º maior PIB do Pará (2014/IBGE). Com modais de transporte terreste, marítimo e aéreo disponíveis, o DI é estrategicamente importante para o desenvolvimento econômico e social da região.

Principais Indústrias: mobiliárias, alimentos e bebidas, farmacêuticas, couro, plástico, minerais não metálicos, papel, metalurgia, mecânica, transporte, borracha, química, de transporte e perfumaria.


BARCARENA  

O Distrito Industrial de Barcarena foi implantado em 1979. O DI Barcarena tem sua origem na estratégia
econômica de aproveitamento competitivo e concentração de atividades em um núcleo de desenvolvimento regional. Atualmente, o DI Barcarena conta com mais de 90 empresas instaladas, e algumas das maiores indústrias do Estado, em uma área de 88.004.860,00 m2 / 8.800 hectares. Importante polo industrial do Pará, o DI Barcarena é onde é feita a industrialização, beneficiamento e exportação de caulim, alumina, alumínio e cabos para transmissão de energia elétrica.

Em termos logísticos, é em Barcarena que está localizado o maior porto do Estado: o Porto de Vila do Conde. A movimentação do porto de Vila do Conde, associada ao sistema de circulação regional, como a Alça Viária, as eclusas de Tucuruí e a Hidrovia Araguaia-Tocantins, são os pontos do eixo modal de infraestrutura porto-rodovia presente no Distrito Industrial de Barcarena.

Principais Indústrias: produção e verticalização mineral, mais especificamente caulim, alumina e alumínio, além da produção de semielaborados como cabos para transmissão de energia.


ICOARACI 

O Distrito de Industrial de Icoaraci foi criado em 1981, com a finalidade de dar ordenamento à atividade industrial na Região Metropolitana de Belém. O DI Icoaraci conta com aproximadamente 30 empresas em uma área de 2.956.095,00 m2 / 295 hectares. Os modais de tansporte disponíveis são terrestre, marítimo e aéreo.

Principais Indústrias: área da construção naval, extrativismo vegetal, metalurgia, beneficiamento de madeira, logística e distribuição.

 


MARABÁMapa-DI-Marabá I

O Distrito Industrial de Marabá, foi criado em 1987 e, desde sua concepção, tem atividades voltadas para a indústria de transformação, com destaque para a produção de ferro-gusa, semielaborados de cobre e suas ligas, indústria madeireira e a fabricação de telhas e tijolos. Atualmente, o DI Marabá conta com mais de 50 empresas instaladas em uma área de 30.005.870,33 m2 / 3.000,00 hectares, divididos entre as Fases I e II.

 

O município de Marabá tem forte vocação industrial, agrícola e comercial, e é o principal centro socioeconômico do sudeste paraense, assim como é um dos municípios mais dinâmicos do Brasil. Marabá está localizado a 500 quilômetros da capital Belém e é, atualmente, um grande entroncamento logístico, interligado ao território nacional por cinco rodovias, bem como modais de transporte ferroviário, hidroviário e aéreo.

Principais Indústrias: produção e verticalização mineral (minério de ferro, indústria metalúrgica e fabricação de aço), agropecuário (carne, leite bovino, soja, milho e banana), logística e distribuição.


NOVOS DISTRITOS INDUSTRIAIS

Além dos quatro Distritos Industriais existentes, a Codec está estudando a criação de novos Distritos Industriais no Pará. A implantação de novos polos industriais no Estado romperá um ciclo na visão de industrialização do estado, pois os quatro distritos existentes nasceram por volta da década de 1980.

As áreas Industriais são uma excelente ferramenta de indução ao desenvolvimento, pois facilitam a prospecção e instalação de novos empreendimentos no estado em local apropriado para receber industriais, minimizando impactos ambientais e sociais, além de oferecerem as melhores condições para a verticalização, agregação de valor, intercâmbio tecnológico, entroncamento de modáis logísticos, entre outras.

Os novos DIs a serem implantados nos próximos anos estão nos municípios de: Breves, Castanhal, Marituba, Santarém, e Tucuruí.


Para maiores informações sobre as áreas industriais incentivadas, acesse a página sobre aquisição de áreas industriais no site da Codec.