A+ A A- Tamanho de Fonte C Contraste 简体中文EnglishPortuguêsEspañol

Empresários paraenses conhecem novas oportunidades de negócios em Taiwan

Um grupo de empresários paraenses esteve em Taiwan, desde o início do mês de novembro, com o objetivo de conhecer as oportunidades de negócios e parcerias existentes na região da Ásia Oriental. A missão Pará-Taiwan 2018 foi apresentada oficialmente aos empresários locais em junho deste ano.

Com apoio da Companhia de Desenvolvimento Econômico do Pará (Codec) e do Centro Internacional de Negócios (CIN/FIEPA), a missão é resultado de uma parceria com o Conselho para o Desenvolvimento do Comércio Exterior de Taiwan (Taitra), responsável por subsidiar os custos básicos da viagem, que incluem passagem aérea, hospedagem e traslado dos empresários paraenses.

O Taitra é uma organização semi governamental, sem fins lucrativos, que conta com o patrocínio conjunto do governo de Taiwan e de associações comerciais e industriais para apoiar empresas estrangeiras a estabelecerem maior presença em Taiwan.

“Taiwan é um mercado forte e importante, e na medida em que fortalecemos nossas relações com essa região, expandimos nossas oportunidades de crescimento e inovação”, disse o Presidente da Codec, Fábio Lúcio Costa.

“Na Codec esta iniciativa é crucial para atingirmos nossos resultados de melhoria do ambiente de negócios aqui”, pontuou.

“Nessa missão, o Taitra leva empresários do mundo todo para conhecer os empresários taiwaneses, que apresentam o que produzem com o objetivo de gerar novos negócios no futuro. Eu, por exemplo, recebi 10 empresas, selecionadas por ramo de atuação de acordo com os interesses do nosso mercado local, e eles mostraram o que produzem”, conta Nilson Azevedo, vice-presidente do Sistema FIEPA, que é ligado ao setor de cosméticos e foi representando os interesses do setor.

A empresária Fátima Chama, vice-presidente do Sindicato das Indústrias de Produtos Petroquímicos, Farmacêuticos e de Perfumaria e Artigos de Toucador do Estado do Pará (Sinquifarma), destaca a importância desse primeiro contato com os negócios e a cultura de Taiwan. “Nós conhecemos o comprometimento de todos os que estavam organizando a ação, o acesso à tecnologia e a organização do país. É uma prospecção de negócios”, lembra.

Para Cassandra Lobato, coordenadora do CIN/FIEPA, a missão representa uma grande oportunidade de gerar novos negócios para o Pará. “A FIEPA, por meio do CIN, está aqui para atuar como uma incentivadora e facilitadora do desenvolvimento da economia no Estado e considera Taiwan uma porta de entrada para iniciarmos essa relação comercial com a Ásia Oriental, um parceiro importante nas estratégias comerciais de qualquer empreendimento que busque a expansão de seus negócios para outros continentes”.

*Com informações de Ascom FIEPA