A+ A A- Tamanho de Fonte C Contraste 简体中文EnglishFrançaisPortuguêsEspañol

Governo do Estado participa da maior feira de Mineração da América Latina

Inovação tecnológica, abertura de novos negócios e perspectivas para o futuro do setor mineral são alguns dos temas da EXPOSIBRAM 2021

A Exposibram - Expo & Congresso Brasileiro de Mineração ocorrerá de 5 a 7 de outubro, das 9h às 18h, de forma totalmente online. É o segundo ano consecutivo que a feira vai utilizar ferramentas virtuais para facilitar a exposição de produtos e projetos, com intuito de abrir bons espaços de negócios no setor.

Foto: Jackson Romanelli/ Infinito.

O evento reunirá os maiores nomes do segmento mineral para realização de palestras técnicas, minicursos, lives do do setor mineral, rodadas de negócios e Feira Virtual com expositores do setor. A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme) vai representar o Governo do Pará e já está confirmada entre as expositoras da Feira Virtual.

De acordo com o Gerente de Atendimento a Novos Negócios da Companhia de Desenvolvimento Econômico do Pará (Codec), Augusto César Anunciação, o evento é uma vitrine para que o estado mostre a investidores do setor mineral oportunidades existentes aqui. “O Pará, hoje, tem mais de vinte cadeias produtivas importantes e com atratividade para receber investimentos. Então, nosso foco vai ser conseguir demonstrar para esses investidores o que existe em termos de apoio institucional, tendo em vista encontrar as melhores opções de áreas dentro do estado”, explica.

Para a diretora de Geologia, Mineração e Transformação Mineral (DIGEM), da Sedeme, Poliana Gualberto, a feira é uma oportunidade de alavancar o setor da mineração em todo o país. “Esse evento é importante, tanto para o setor mineral paraense, quanto para o brasileiro, no sentido de que é um momento de divulgar o potencial para atração de novos investidores para as cadeias produtivas, seja de ferro, alumínio, manganês, de acordo com o potencial de cada estado”, afirma.

Poliana ressalta ainda os benefícios das novas tecnologias, apresentadas no evento, para o estado do Pará. “No campo da inovação tecnológica para o setor mineral vão vir tecnologia de outros países, novos equipamentos, desde a parte de segurança, lavra de mina e ao beneficiamento. Então, além de ser um ambiente para estimular negócios futuros, também é um ambiente de aprendizado e conhecimento de novas tecnologias, ou seja, de estímulo à modernização da mineração”.

A programação do Congresso Brasileiro de Mineração também contará com debate de especialistas internacionais em mineração e setores afins sobre o contexto político e socioeconômico global e os desafios do setor mineral. Por isso, Augusto César destaca o papel da Codec em articular com órgãos e empreendimentos para facilitar a negociação de novos investimentos. “Assuntos como licenciamento ambiental, projetos como foco em auxílio para implementação de áreas, além de aproximação de outros órgãos, assim como na questão do incentivo fiscal, são algumas das atuações da Codec. Com isso demonstramos as oportunidades para auxiliar o investidor no momento que ele decide vir ao estado. A gente vai ser a porta de entrada e ajudar até ele implementar o investimento aqui”, conclui.

Texto: Ascom Sedeme