A+ A A- Tamanho de Fonte C Contraste 简体中文EnglishPortuguêsEspañol

Israeli Innovation Agency (INNA ImCTM) apresenta modelo de inovação e prospecta parcerias no Pará

Nesta segunda-feira (11), a Companhia de Desenvolvimento Econômico do Pará (Codec) participou de uma reunião na sede da Federação das Indústrias do Pará (Fiepa) com representantes da Agência de Inovação de Israel, que apresentou o modelo de inovação do país e lançou a proposta de firmar parcerias neste sentido entre Israel e o estado do Pará. Os diretores de Estratégia e Relações Institucionais, Pádua Rodrigues, e de Atração de Investimentos e Negócios, Manoel Ibiapina, representaram a Codec no evento.

Considerado líder mundial em empreendedorismo, Israel teve ano passado US$ 6,47 milhões levantados para investimentos por start ups em 623 negócios. Tel Aviv, um dos principais polos de inovação do país, é a cidade mais inovadora em número de start ups fora do Vale do Silício (EUA). O investimento de Israel em pesquisa e desenvolvimento é de 4,2% do PIB e o número de pesquisadores é de 8.250 por milhão de habitantes. Em termos comparativos, o Brasil investe 1,3% do PIB e tem 900 pesquisadores por milhão de habitantes.Os dados são da agência israelense.

Moshiko Frenkel, representante da agência, disse que veio ao Estado conhecer as possibilidades de parceria. “Ainda não conheço o Pará, mas às vezes a gente forma um grupo, pensa junto, e tenho certeza que tem inúmeras possibilidade de trabalharmos juntos”, disse o representante, que ainda teria uma reunião com a Federação da Agricultura e viajaria para Capitão Poço, para conhecer o polo citricultor da região.

Ele reforçou que o investimento em inovação é um importante indutor de desenvolvimento. “A inovação funciona como uma alavanca, que torna o estado mais atrativo. E uma vez que o estado fica mais atrativo é mais fácil conseguir investimentos de outros países”, opinou.

O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Pará (Fiepa), José Conrado Santos, considerou o encontro o primeiro passo para um trabalho em conjunto. “O Pará é uma terra de oportunidades e a inovação é uma forma de nos prepararmos para receber os investimentos que serão feitos no Estado. Todas as ações dessa Federação são pautadas no envolvimento de empresas genuinamente paraenses que possam se beneficiar positivamente da chegada desses novos projetos”.

O Sistema Fiepa aproveitou a reunião para mostrar o estudo Pará Negócios, da Redes/Fiepa, segundo o qual estão previstos R$ 126,1 bilhões de investimentos nos setores de infraestrutura e logística (42%), energia (38%), mineração (17%), agronegócio (2%) e indústria em geral (1%). O Centro Internacional de Negócios (CIN) apresentou o comércio entre Pará e Israel. SESI e SENAI apresentaram suas soluções de inovação na educação básica, na formação profissional e também para as empresas, por meio dos laboratórios de capacitação de mão de obra do SENAI e das pesquisas realizadas pelo Instituto SENAI de Inovação (ISI).

Texto: Ascom Fiepa